O Conselho de Ministros de Timor-Leste aprovou esta quarta-feira a doação de dois milhões de euros a Portugal para apoio no combate aos incêndios que atingem o país e ajuda às vítimas, informou o Governo timorense.

Em comunicado, o Governo de Timor-Leste precisa que 1.250.000 euros se destinam “a apoiar as autoridades portuguesas no combate aos incêndios” e 750.000 euros “são para socorro direto às populações afetadas”.

O primeiro-ministro timorense, Rui Maria de Araújo, convocou a reunião extraordinária do Conselho de Ministros, por considerar “alarmante” a situação em Portugal.

O comunicado refere ainda que o primeiro-ministro português, António Costa, “alertou para a dificuldade que o país irá atravessar nos próximos dias, devido às previsões meteorológicas que apontam para vento forte e temperaturas elevadas”.

Esta já não é a primeira vez que o Governo timorense ajuda Portugal. Em 2013, foram doados 740 mil euros também para ajudar o país a reparar os estragos provocados pelos incêndios daquele ano.

De acordo com a informação disponibilizada pela Autoridade de Proteção Civil às 04:50 na página na Internet, cerca de 960 operacionais estão esta quarta-feira a combater nove incêndios, considerados de maior dimensão, nos distritos de Aveiro, Braga, Guarda, Porto e Viana do Castelo.

Na Madeira, os incêndios que começaram na segunda-feira já provocaram três mortos, dois feridos graves, cerca de mil desalojados e obrigaram a evacuações de dois hospitais, lares de idosos e alguns hotéis.