O Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP) voltou a pedir ao Governo para que esclareça a razão de um corte orçamental de cerca de 30 milhões de euros, alertando para «situações difíceis» a médio prazo.

«Se a situação se mantiver a meio do ano começará a ser muito difícil», alertou o presidente do CRUP, António Rendas, em declarações à agência Lusa, lembrando que a maior dificuldade pode estar no início do próximo ano letivo.

Num comunicado saído de uma reunião desta terça-feira do CRUP afirma-se que os reitores têm assinalado em diversas ocasiões «a insustentabilidade das dotações orçamentais destinadas às Universidades Públicas Portuguesas, agravada pelo corte adicional e injustificado para 2014».

Em causa estão cerca de 30 milhões de euros a mais no corte previsto no orçamento do Estado deste ano. Os reitores explicam no comunicado que não estão a reivindicar qualquer acréscimo na dotação orçamental deste ano mas sim que aguardam que na dotação prevista para o Ensino Superior «sejam repostos os montantes em falta» (os 30 milhões de euros).

António Rendas explicou à Lusa que na reunião o CRUP manteve a posição de querer saber do Governo a justificação da não atribuição dos 30 milhões, «porque nunca foi dada uma justificação», apesar de o primeiro-ministro já ter reconhecido esse «corte transversal».

«Continuamos na posição de que nos esclareçam», disse António Rendas, acrescentando: «presumimos que a situação esteja a ser analisada».

Em janeiro passado um grupo de académicos já tinha ido ao Ministério da Educação oferecer uma máquina de calcular ao ministro por considerar que um erro nas contas do Orçamento tinha retirado 30 milhões de euros às Universidades.

Na reunião desta terça-feira o CRUP, adiantou, debateu também os cortes orçamentais para a área da investigação, «uma preocupação muito significativa» dos reitores.

A este propósito, disse, no próximo dia 11 de março o CRUP vai voltar a reunir-se e já convidou o presidente da Fundação para a Ciência e Tecnologia para estar presente.