A GNR anunciou esta quinta-feira a apreensão de 40 mil euros em notas falsas de 500 euros na Lourinhã e a detenção de 10 suspeitos dos crimes de contrafação de dinheiro, tráfico de estupefacientes, extorsão e furto qualificado.

Fonte da GNR disse à agência Lusa que, na sequência de um mandato de buscas relativo a um inquérito de tráfico de estupefacientes, as autoridades vieram a encontrar notas falsas de 500 euros no valor de 40.500 euros.

As seis buscas ocorreram na madrugada de quarta-feira em vários bairros sociais do concelho, onde foram detidos seis homens e quatro mulheres, entre os 20 e os 46 anos, todos familiares, que estão indiciados do crime de contrafação de dinheiro.

Nas buscas, foram ainda apreendidas 105 doses de cocaína, 61 de cannabis e diversos artigos associados à prática do crime de estupefacientes, de que são também suspeitos: mais de dois mil euros em dinheiro, 12 telemóveis e uma estufa improvisada para produção de cannabis.

Vários elementos do grupo são também suspeitos de extorsão. De acordo com a mesma fonte, terão "entrado em estabelecimentos comerciais a pedir dinheiro sob ameaça de partir tudo".

A GNR apreendeu ainda oito armas de fogo, 85 munições, duas mocas de madeira, três punhais e uma matraca metálica que terão usado para praticar os crimes.

O grupo está também indicado pela prática de furtos de artigos "fáceis de vender" e de fácil apropriação, como diversas ferramentas e eletrodomésticos.

Os detidos foram constituídos arguidos, estão sujeitos a termo de identidade e residência e vão ser hoje presentes ao juiz de instrução criminal no Tribunal da Lourinhã.

Nas buscas, a GNR de Torres Vedras contou com a colaboração de militares da Unidade de Intervenção, do Núcleo de Investigação Criminal de Vila Franca de Xira e Alenquer, de várias subunidades territoriais.