“No mínimo, estas bebidas deviam ter uma referência para o mal que fazem”, disse José Manuel Boavida à agência Lusa, reclamando ainda o fim da publicidade aos alimentos cuja composição é comprovadamente prejudicial à saúde.




“Não é possível continuarmos a ter refrigerantes com dois litros e com quantidades adicionadas de açúcar”, disse o especialista, que critica ainda a disponibilização de bebidas para crianças, com imagens extremamente coloridas e de super-heróis, bem como a compra fácil de açúcar e açucarados junto às caixas dos supermercados ou nas prateleiras mais visíveis.

















Pé diabético faz 1.600 amputações/ano




“Amputadas cerca de 700 pessoas acima do tornozelo e cerca de 860 a nível dos pés é claramente um impacto enorme na vida das pessoas”, disse.




“Hoje sabe-se que se houver equipas especializadas as amputações reduzem-se em mais de metade”, disse.











Cerca de 80% dos diabéticos sem rastreio à retinopatia














“Isto quer dizer que 90 por cento dos doentes ficaram descansados, pois o seu olho não precisava de consulta. E assim evitámos que a situação progredisse”, adiantou.