O Dia Internacional da Mulher assinala-se este domingo com várias iniciativas de norte a sul do país, entre ações de rua, aulas de dança, convívios, debates, conferências e tertúlias para lembrar os direitos das mulheres.

Logo de manhã, em Lisboa, passeio de bicicleta organizado pela Federação Portuguesa de Cicloturismo, com oferta de flores às primeiras 40 mulheres a chegar ao local da concentração, junto ao Pavilhão do Conhecimento, no Parque das Nações.

Também às 10:00, sessão de lançamento do livro «Conversas em Tempo de Crise – A visão de uma sindicalista», das autoras Wanda Guimarães e Vera Santana, promovida pela União Geral de Trabalhadores (UGT).

A Junta de Freguesia de Avenidas Novas promove uma sessão solene de homenagem a oito mulheres de diversas áreas da sociedade, pelas 15:00, no Hotel Sheraton.

A Associação Caboverdeana de Lisboa, juntamente com outras entidades, promove uma tarde cultural, integrada nas comemorações do 40.º aniversário da independência de Cabo Verde.

A União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR) promove o lançamento do "e-book" da Universidade Feminista e o seminário «Pensamento de feministas que marcam os tempos», pelas 14:30, na sede da organização.

À tarde, matiné solidária na Galeria Zé dos Bois, cujas receitas revertem para a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV).

No Pavilhão do Conhecimento, pelas 17:30, inauguração da exposição de fotografia "Mulheres", onde vão estar patentes os rostos de 20 cientistas portuguesas de diferentes gerações.

À mesma hora, o Teatro Nacional Dona Maria II presta homenagem às atrizes Graça Lobo, Mariena e Paula Só com o descerramento de placas com os nomes das artistas.

Já a Associação Portuguesa das Mulheres Juristas organiza um jantar comemorativo, onde vai estar presente a procuradora-geral da República, Joana Marques Vidal, e a bastonária da Ordem dos Advogados, Elina Fraga.

No Porto, a UMAR promove a iniciativa «Homenagem a Fina D’Armada, estudiosa das Causas das Mulheres», com a presença de Maria José Magalhães, Adília Fernandes e Frederica D’Armada.

A associação tem também uma iniciativa em Coimbra, onde promove, pelas 16:00, uma concentração de rua sob o tema «Dia Internacional das Mulheres em Luta», com atuação do Teatro da Oprimida e uma ação de rua contra o assédio sexual.

Mais a norte, em Arcos de Valdevez, tem lugar um almoço, organizado pela freguesia de Prozelo, entre outras entidades, em que a confeção, a limpeza e a animação é toda da responsabilidade dos homens, em homenagem às mulheres.

Por outro lado, em Avis, a Associação de Pais e Encarregados de Educação das Escolas do Concelho de Avis, com o apoio da autarquia, promove a IV Gala de Dança «Pretty Woman Party» e a recitação de poemas alusivos ao dia.

Em Leiria, a Associação de Desenvolvimento e Apoio às Mulheres – Iniciativa da Mulher século XXI exibe o documentário «7000 milhões de outros – Homens e Mulheres», que expõe várias perspetivas culturais sobre o que é ser mulher.