O diretor-geral da Saúde, Francisco George, anunciou nesta quarta-feira que a vacina sazonal da gripe vai continuar gratuita, devendo estar disponível a partir de outubro nos centros de saúde e nas farmácias.

Na época da gripe 2014/2015, a vacina manter-se-á gratuita para todos os cidadãos com 65 ou mais anos e para «pessoas vulneráveis residentes ou internadas em instituições, sem necessidade de receita médica ou de pagamento de taxa moderadora», informa Francisco George num comunicado publicado no site da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Adianta ainda que estão em curso «os procedimentos necessários» para que as vacinas estejam disponíveis a partir de outubro, em todos os serviços de vacinação, principalmente nos centros de saúde, e nas farmácias.

«Estas vacinas foram selecionadas por processos concursais e de negociação e são de marcas comerciais que também estarão disponíveis nas farmácias, a partir de outubro, mediante receita médica e com comparticipação», explica Francisco George

A DGS recomenda que a cobertura vacinal nos idosos seja da ordem dos 60% e lembra que as pessoas podem ser vacinadas em qualquer momento do outono/inverno, preferencialmente antes do final do ano.

As receitas médicas nas quais seja prescrita, exclusivamente, a vacina contra a gripe, emitidas a partir de 01 de julho de 2014, são válidas até 31 de dezembro de 2014.

A DGS está a coordenar a campanha de vacinação para a próxima época, trabalhando em parceria com os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, a Administração Central do Sistema de Saúde, o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, as Administrações Regionais de Saúde e os Serviços Regionais de Saúde dos Açores e da Madeira.

Segundo Francisco George, está a ser preparado o sistema de informação para monitorizar a evolução da campanha e a comunicação para os profissionais de saúde e para os portugueses.

O diretor-geral da Saúde destaca, no comunicado, os resultados da vacinação na última época de gripe, afirmando que «foram superiores aos de anos anteriores», com cerca de 57% dos idosos vacinados, segundo estimativas da DGS.

Na época de gripe anterior 2013/2014, a vacina foi recomendada para diversos grupos de risco e gratuita para as pessoas com idade igual ou superior a 65 anos e para cidadãos vulneráveis residentes em instituições.