A presidente do Instituto de Administração da Saúde e Assuntos Sociais (IASAÚDE), Ana Nunes, revelou esta segunda-feira que desde fevereiro apenas foram registados três casos de febre de dengue transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.

«Desde fevereiro, casos confirmados, só tivemos três e são situações importadas - dois de Angola e um do Brasil», disse, lembrando que, a 03 de março, «a Direção-Geral de Saúde deu como controlado o surto de epidemia da dengue».

Ana Nunes fez esta declaração no seminário MOSQIMAC - Gestão Integrada do Vetor Aedes aegypti que decorreu hoje no Funchal.

Apesar do conhecimento da presença do mosquito na Madeira desde 2005, só a 3 de outubro de 2012 é que foram registados laboratorialmente dois casos de febre de dengue.

Desde essa altura foram registados 2.170 casos; 127 doentes internados e zero óbitos.

Entre os 127 internados, 87 foram do sexo feminino e 40 do sexo masculino. Ainda entre estes, 97 foram adultos e 30 crianças.

Ana Clara Silva, vice-presidente do IASÚDE, anunciou que na próxima semana será lançada uma plataforma a partir da qual o público em geral poderá informar as autoridades sanitárias da existência de focos de criação de mosquitos para posterior combate.

«Esses focos poderão ser referenciados por geo-localização», acrescentou.