Uma pessoa foi detida e 28 constituídas arguidas no âmbito de uma operação realizada pela PSP em Lisboa, Setúbal, Viana do Castelo e Bragança relacionada com a venda de armas através da internet, indicou esta sexta-feira aquela polícia.

Em comunicado, a Polícia de Segurança Pública adianta que realizou uma operação que visou a recolha de prova no âmbito de um processo-crime relacionado com venda de armas através da internet.

Segundo a PSP, foram realizadas, entre 21 de junho e 5 de julho, 75 mandados de busca domiciliária e não domiciliária nos distritos de Lisboa, Setúbal, Viana do Castelo e Bragança.

No âmbito da operação, denominada “Enforce III”, a PSP apreendeu uma pistola transformada, 53 munições de armas de fogo, 17 bastões extensíveis, 19 aerossóis de defesa e 10,20 gramas de droga.

A PSP refere que foi efetuada uma detenção em flagrante delito, bem como constituídos 28 arguidos, que ficaram sujeitos a termo de identidade e residência.

Esta operação do Departamento de Armas e Explosivos da direção nacional da PSP é a terceira fase de diligências processuais inseridas na investigação relacionada com a venda de armas através da internet.

A PSP adianta que foram realizadas, até à data, 127 buscas domiciliárias e não domiciliárias em quase todos os distritos do país e apreendidos, entre outro material, 48 bastões extensíveis, 87 aerossóis de defesa, dois bastões, duas armas de fogo, duas armas brancas e mais de 260 munições de armas de fogo de vários calibres e material pirotécnico.