Dois adeptos foram detidos, este domingo, durante a operação de segurança à final da Taça de Portugal de futebol, por posse de artigos pirotécnicos, disse à agência Lusa fonte da Polícia de Segurança Pública (PSP).

Após o embate no Estádio Nacional, em Oeiras, que o Sporting venceu por 3-1 no desempate por grandes penalidades ao Sporting de Braga, o subcomissário da PSP Hugo Abreu revelou a detenção dos dois adeptos, numa operação que decorreu "dentro da normalidade".

"Durante o jogo não houve incidentes, dentro da normalidade e sem alterações da ordem pública. Os adeptos foram ordeiros e neste momento decorre a saída dos mesmos do recinto, de forma faseada", explicou o subcomissário da PSP.

Antes da final, o mesmo responsável tinha dado conta da ocorrência de "escaramuça entre adeptos" dos dois clubes, que "foi de imediatamente sanada, sem qualquer problema e sem ter dado origem a queixas".

Na mesma altura, Hugo Abreu referiu a existência "de um adepto ferido, sem gravidade, na sequência do rebentamento de um petardo".