A Polícia Judiciária (PJ) deteve dois homens suspeitos de um homicídio e uma tentativa de homicídio, em junho, na Amadora e em Vila Franca de Xira.

A 20 de junho, os detidos, com 24 e 36 anos, terão alvejado um homem de 30 anos, com o qual teriam desavenças.

O homem foi atingido à entrada do prédio onde vive, no bairro do Zambujal, na Amadora, e ficou gravemente ferido, mas sobreviveu aos disparos, indicou a PJ em comunicado enviado à Lusa.

No mesmo dia, os dois suspeitos terão sequestrado outro homem, de 27 anos, levando-o para a «Reta do Cabo», no concelho de Vila Franca de Xira, onde o terão assassinado com a mesma arma de fogo, abandonando o corpo.

Na altura, fonte da PJ disse à Lusa que um homem tinha sido encontrado morto dentro de uma viatura perto da antiga Estalagem Gado Bravo, na Reta do Cabo, vítima de vários disparos de arma de fogo.

De acordo com fonte do Comando Metropolitano da PSP de Lisboa, as autoridades tinham sido alertadas cerca das 04:00 da madrugada por um segurança de uma das propriedades agrícolas existentes no local para a existência de um veículo, estacionado na Estrada do Camarão, com uma pessoa lá dentro.

Chegada ao local, a PSP encontrou um homem «com idade compreendida entre os 20/25 anos amarrado e vítima de disparo de arma de fogo».

Após determinar a ligação entre os dois casos, a PJ deteve um dos autores, o homem de 36 anos, a 01 de agosto, quando este se preparava para abandonar o país.

O outro suspeito foi detido ao abrigo de um mandado de captura internacional na Bélgica, para onde tinha fugido após os crimes, tendo sido agora extraditado, revelou a PJ.

Ambos os detidos ficaram em prisão preventiva, após primeiro interrogatório judicial.