A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta quarta-feira a detenção de um grupo suspeito da prática dos crimes de roubo agravado, incêndio e tráfico de estupefacientes em de Santiago do Bougado, concelho da Trofa.

Em comunicado a PJ refere que deteve três homens e uma mulher e que os factos remontam a 27 de setembro do ano passado.

Os suspeitos, dois mandantes, um executante e um cúmplice, planearam e puseram em prática o roubo, com utilização de arma de fogo, dos valores transportados por uma funcionária de uma cadeia de lojas de pronto a vestir que tinha como função depositar o apuro de várias lojas", explica o comunicado.

A PJ conta que "perante essa abordagem violenta, a vítima viu-se desapossada do dinheiro que transportava, assim como da sua viatura que veio, posteriormente, a ser incendiada pelos autores do roubo".

Segundo apurado ao longo da investigação "a informação que permitiu o roubo partiu de uma colega de trabalho da vítima que, juntamente com o namorado, planearam o assalto e angariaram os autores materiais".

Os detidos têm entre 34 e 53 anos e profissões como empresário, auxiliar educativa, empregado da construção civil e bancário, alguns com antecedentes criminais por crimes da mesma natureza.