A GNR apreendeu mais de 100 mil euros e deteve oito pessoas por suspeitas de tráfico de droga e branqueamento de capitais, desmantelando uma rede existente nos concelhos de Torres Vedras e Mafra, disse à Lusa fonte da GNR.

Numa operação desenvolvida na segunda-feira, durante quase 24 horas, envolvendo mais de 70 militares, a GNR apreendeu cerca de 103 mil euros em dinheiro e 161 doses de cocaína, que valeriam mais de seis mil euros no mercado ilícito.

A força policial deteve seis homens e duas mulheres, entre os 30 e os 55 anos.

Os oito suspeitos, já referenciados por tráfico de produtos estupefacientes, vão ser hoje presentes no Tribunal de Torres Vedras, para primeiro interrogatório judicial, por tráfico de droga e branqueamento de capitais.

A mesma fonte explicou à agência Lusa que foi detido o alegado cabecilha da rede, assim como os seus colaboradores, alguns dos quais seus familiares, a quem eram distribuídas tarefas específicas.

Entre elas estavam a aquisição de produto estupefaciente, a preparação e o acondicionamento, a venda a consumidores e o branqueamento dos lucros financeiros provenientes da atividade ilícita.

Uma das mulheres era responsável por “fazer depósitos e investir o dinheiro na aquisição de bens, como viaturas e apartamentos”.

Com a ação, a GNR acredita ter desmantelado esta rede de tráfico, que se dedicava a vender estupefacientes a consumidores na zona costeira dos concelhos de Torres Vedras e Mafra, distrito de Lisboa.

Foram ainda apreendidas 1.328 doses de haxixe, 12 doses de canábis, uma arma, 14 telemóveis, dezenas de cartões de telemóvel, cinco computadores e três ‘tablets’, uma mota, cinco veículos, vários extratos bancários, sacos de transporte de dinheiro, cinco balanças de precisão e vários objetos utilizados na preparação, cultivo e acondicionamento da droga.

Os suspeitos vinham a ser investigados há cerca de um ano, pelo que durante a operação foram cumpridos 11 mandatos de busca domiciliária e 18 mandatos de busca não domiciliária, naqueles dois concelhos e ainda em Peniche (distrito de Leiria).

A ação foi desenvolvida pelo Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial da GNR de Torres Vedras e, além da investigação criminal, contou com a colaboração de equipas cinotécnicas, operações especiais, ordem pública, intervenção rápida, territorial e recolha de prova digital, num total de 70 militares.