A GNR deteve 343 pessoas em flagrante delito, 181 delas por condução sob o efeito do álcool, e apreendeu 21 armas de fogo em ações realizadas na semana de 28 de agosto a quinta-feira, 3 de setembro, informou esta sexta-feira a Guarda.

Nas ações em todo o país, a Guarda Nacional Republicana (GNR) registou 46 detenções por condução sem habilitação legal, 34 por tráfico de estupefacientes, oito por posse de armas proibidas, nove por furto e 25 por ofensas à integridade física.

Na operação, a GNR, além das armas de fogo, apreendeu ainda 1103 doses de haxixe, 117 doses de heroína, 23 doses de cocaína, 195 plantas de 'cannabis', 16 armas brancas, 241 munições, dez veículos e 815 euros.

Quanto ao trânsito, a GNR fiscalizou 23.776 condutores e detetou 9.282 infrações, incluindo 2.516 situações de excesso de velocidade.

Registou ainda 466 casos por condução com taxa de álcool no sangue, superior ao permitido por lei, 428 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças, 263 por falta de inspeção periódica obrigatória, 367 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução, 147 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório e 165 relacionadas com tacógrafos (dispositivos de controlo em veículos de transporte rodoviário).