A GNR deteve no passado fim de semana 140 pessoas que conduziam com excesso de álcool no sangue, no âmbito de uma operação especial que envolveu 1739 militares em todo o país.

Segundo um comunicado da GNR, no âmbito da operação «Baco» foram fiscalizados 8695 condutores, dos quais 431 circulavam com uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 0,50 gramas por litro. Destes, 140 foram detidos por a taxa de álcool ser igual ou superior a 1,20 gramas.

De acordo com os dados divulgados pela GNR, Aveiro foi o distrito onde se registou maior número de detidos (23) e contraordenações (73) por excesso de álcool.

No âmbito da operação «Baco» foram ainda detidos mais oito condutores sem carta de condução e outros 12 por motivos não especificados.

E foram ainda levantadas 933 contraordenações por infrações ao Código da Estrada, por motivos como falta de inspeção do automóvel, não uso do cinto de segurança ou condução com uso de telemóvel.

A operação da GNR destinou-se a fiscalizar a condução sob efeito de álcool ou de drogas, mas também a combater a criminalidade, com ações «essencialmente de caráter preventivo», e incidiu nomeadamente em estradas secundárias e acessos a casas de diversão noturna.