A PSP do Porto informou esta quarta-feira que deteve um homem em Matosinhos que está referenciado pela prática de 37 crimes de ‘cashtrapping’ em máquinas multibanco (ATM) na zona norte do país.

O ‘cashtrapping’ consiste na introdução de uma régua ou objeto similar nos terminais de saída de dinheiro, de modo a impedir a libertação das notas ao utente. Mal podem, os envolvidos no esquema, retiram a régua da ranhura e recolhem o dinheiro.

O suspeito, com 36 anos de idade, e que ficou em prisão preventiva depois da detenção policial, encontrava-se em “liberdade condicional” e “desenvolvia a sua atuação criminosa” no Porto, Aveiro, Vila Nova de Gaia, Maia, Santo Tirso, Famalicão, Barcelos, Penafiel e Trofa.

A PSP estava a investigar o suspeito há “alguns meses”.

Em 2013, o detido já tinha sido preso pela PSP pela prática do mesmo tipo de ilícito criminal, tendo sido condenado a três anos e meio de cadeia.

A 07 de outubro, a PSP do Porto também intercetou um indivíduo suspeito da prática de ‘cashtrapping’ junto a ATM nas ruas de São Dinis e Quatro Caminhos, no Porto, conseguindo recuperar várias notas retidas nas máquinas multibanco.

A PSP do Porto deteve ainda entre as 07:00 de segunda-feira transata e as 07:00 de hoje mais sete pessoas por vários crimes, designadamente por condução sob efeito de álcool (uma), condução sem carta de condução (duas), tráfico de droga (uma), desobediência (uma) e furto (duas).