A unidade de combate do terrorismo da Polícia Judiciária anunciou esta quarta-feira a detenção de mais sete homens «fortemente suspeitos» do furto de multibancos com recurso a explosão.

Estes sete pertencerão ao mesmo grupo criminoso que outros três homens entretanto apanhados em «flagrante delito» quando tentavam rebentar uma máquina ATM.

O grupo é suspeito igualmente de roubos a bancos e viaturas, nomeadamente, pelo método de carjacking. A investigação já «decorre há algum tempo» e é titulada pelo DIAP de Lisboa - Unidade Especial de Combate ao Crime Especialmente Violento».

«Os detidos vão ser sujeitos a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas», pode ler-se no comunicado da PJ.