A PSP deteve esta quinta-feira no Porto um jovem de 19 anos identificado como o único membro do «núcleo duro» do chamado «gangue do metro e dos supermercados» que permanecia em liberdade, disse à Lusa fonte do Comando Metropolitano.

O rapaz estava «foragido às autoridades» desde junho, segundo a fonte.

«Desapareceu» quando começaram a ser detidos os outros elementos do grupo que recorreria à violência em assaltos junto às estações de metro da Trindade e do Marquês e alegadamente consumou «largas dezenas» de furtos em supermercados, sobretudo do centro do Porto, acrescentou.

Ainda de acordo com a mesma fonte, o jovem acabou por ser detido hoje, pelas 15:30, na rua do Heroísmo, subindo para dez o número de detenções iniciadas em 2014, no âmbito de «um processo que já chegou a tribunal».

A atuação do grupo, constituído «essencialmente por jovens, homens e mulheres», começou em 2013 e continuava a provocar «bastante alarme», nomeadamente junto aos estabelecimentos comerciais, onde os vários elementos «já eram conhecidos», acrescentou a mesma fonte.

Uma mulher apontada pela força policial como «uma das líderes» do grupo, está já «em prisão preventiva».

De acordo com a mesma fonte da PSP, o rapaz agora detido está «indiciado por cinco roubos» e envolvido nas «várias dezenas furtos a supermercados» da cidade.

O jovem detido hoje está indiciado «por vários crimes de roubo com violência e furtos em estabelecimentos comerciais no Grande Porto», atuando com outros indivíduos «já identificados e com medidas privativas da liberdade», de acordo com a PSP.

Em comunicado citado pela Lusa, aquela força policial revela que o jovem vai ser presente ao Ministério Público, junto do Tribunal de Instrução Criminal do Porto.