Um funcionário público foi detido, esta sexta-feira, pela Polícia Judiciária (PJ) com a colaboração da GNR de Viseu, por suspeitas de se ter apropriado de centenas de objetos apreendidos judicialmente.

Ao homem, de 60 anos, são imputados «factos suscetíveis de integrar a prática de crimes de peculato, descaminho e detenção de armas proibidas», informa a PJ, em comunicado.

Segundo a PJ, durante um período «ainda não concretamente determinado», o suspeito «apropriou-se ilegitimamente e em proveito próprio de várias centenas de objetos, entre os quais viaturas e armas, de valor consideravelmente elevado».

Todos os objetos tinham sido «apreendidos no âmbito de processos investigados ou em investigação» e estavam-lhe acessíveis devido às funções que desempenhava, acrescenta.

O detido vai ser apresentado às autoridades judiciárias para primeiro interrogatório e consequente aplicação de eventuais medidas de coação.