A Polícia Judiciária de Leiria deteve, na Nazaré, quatro homens suspeitos de duas tentativas de homicídio, ocorridas na sequência de uma discussão que terminou em agressões, informou esta quarta-feira o coordenador do Departamento de Investigação Criminal.

Na base dos crimes esteve “uma discussão entre dois dos detidos”, um pescador de 45 anos e um desempregado, de 38, que, a 17 de maio, “se envolveram num desaguisado e se agrediram mutuamente na via pública”, explicou à Lusa o coordenador da PJ de Leiria, António Sintra.

Terminada a rixa, os dois homens dirigiram-se para as suas casas mas um deles, o pescador, “foi chamar mais dois familiares e dirigiram-se todos à casa do desempregado, munidos de paus, uma espingarda de caça submarina e um punhal de pesca”.

Os quatro homens ter-se-ão, então, envolvido em agressões, das quais todos saíram com ferimentos, tendo o desempregado sido “gravemente atingido em zonas vitais”, entre as quais uma perfuração no abdómen que obrigou ao seu internamento.

Do lado dos três familiares, um homem de 27 anos sofreu também “uma facada no pescoço (…), que levou também ao seu internamento hospitalar”, explicou António Sintra.

Na sequência das agressões, os três familiares são acusados, em coautoria, de um crime de homicídio na forma tentada, e o desempregado do outro crime de homicídio na forma tentada.

Os quatro, com idades entre os 27 e os 45 anos, foram presentes às autoridades judiciárias, ficando sujeitos às medidas de coação de termo de identidade e residência, apresentações bissemanais em posto policial, proibição de contactos entre si e proibição de se ausentarem da área do concelho de residência.

Segundo António Sintra, “quase todos eles já tinham antecedentes criminais”, tendo estado envolvidos em crimes de condução sobre o efeito de álcool, tráfico de drogas, sequestro e furtos.