O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) anunciou esta terça-feira a detenção, na cidade da Guarda, de um cidadão nacional, residente em França, pela alegada prática do crime de auxílio à imigração ilegal.

De acordo com o SEF, a detenção do suspeito ocorreu no final da passada semana quando se preparava para, numa viatura particular de matrícula francesa, "transportar a partir daquela cidade e com destino a França cinco cidadãos estrangeiros em situação ilegal em território nacional acabados de chegar à Guarda em transportes rodoviários regulares" provenientes de Lisboa e do Algarve.

"Conforme se veio a comprovar, terá sido este mesmo indivíduo a transportar o grupo para Portugal, algumas semanas antes", explica a fonte em comunicado enviado esta terça-feira à agência Lusa.

O SEF refere ainda que era objetivo dos cidadãos estrangeiros "procurar relações de trabalho fictícias" em Portugal "com vista a procurarem beneficiar dos mecanismos legais de regularização excecional previstos na legislação nacional que lhes permitiria depois circular livremente no território da União Europeia e permanecer nos países onde efetivamente residem".

O detido aguarda em liberdade as ulteriores diligências processuais, tendo a viatura que conduzia sido apreendida, é referido na nota.

Quanto aos cinco cidadãos estrangeiros, quatro foram detidos por permanência ilegal e, presentes a tribunal, ficando alojados num Centro de Instalação Temporário até à conclusão dos correspondentes processos de afastamento.

O quinto estrangeiro, que já tinha sido detido anteriormente pelo mesmo motivo, aguarda a conclusão do processo de afastamento coercivo instaurado, conclui o SEF.