A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta quarta-feira ter detido um homem de 41 anos suspeito da tentativa de homicídio de dois homens há cerca de oito anos, em Coimbra, na sequência de desacatos numa discoteca da cidade.

Em comunicado, a PJ afirma que a detenção do suspeito ocorreu na sequência da emissão de um mandato de detenção internacional e consequente pedido de extradição, emitido pelas autoridades portuguesas e cumprido pelas autoridades brasileiras, "país onde o mesmo se encontrava em fuga".

Fonte da Diretoria do Centro da PJ disse à agência Lusa que o homem - que tem dupla nacionalidade portuguesa e sueca, já que nasceu na Suécia, filho de pais portugueses - foi detido na região de São Paulo, no cumprimento do mandato de detenção internacional.

O suspeito, que possui antecedentes criminais relacionados com tráfico de droga, foi detido pelas autoridades brasileiras e foi entregue, no Brasil, na segunda-feira, sob custódia, à polícia portuguesa, através do gabinete da Organização Internacional de Polícia Criminal (INTERPOL).

Os factos remontam a março de 2008, quando o homem terá disparado vários tiros na direção das duas vítimas no exterior de uma discoteca de Coimbra, "colocando em sério risco as suas vidas", assinala a PJ.

O homem, que também terá ficado ferido na sequência dos desacatos, foi transportado ao hospital, mas agrediu um agente da PSP e conseguiu fugir até ser preso, agora, no Brasil.

Presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação de medidas de coação, o suspeito ficou em prisão preventiva.