O mau tempo obrigou um avião com destino à Madeira a fazer uma aterragem nas Canárias. O nevoeiro e a chuva que se registam na ilha portuguesa trocaram as voltas ao avião da Finnair.

O avião, proveniente de Helsínquia, deparou-se ao início da tarde com chuva intensa e «fraca visibilidade», no Aeroporto Internacional da Madeira, no Funchal, disse à agência Lusa fonte aeroportuária.

Outras complicações, mas em mar: devido à agitação marítima, o navio Lobo Marinho não fez hoje a sua ligação com a ilha do Porto Santo.

Apesar de tudo, as corporações de bombeiros da Madeira não foram chamadas hoje para situações de emergência.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou esta segunda-feira a costa sul e as regiões montanhosas da Madeira sob aviso laranja e amarelo, precisamente devido à previsão de chuva, vento forte e agitação marítima.

Trata-se do segundo aviso mais grave de uma escala de quatro e foi acionado pela previsão de precipitação, até às 18:00.

O IPMA colocou também a costa sul e as regiões montanhosas da ilha sob aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, devido à previsão de vento forte, com rajadas da ordem dos 80 quilómetros/hora, até às 20:00 de hoje.

A Madeira está também sob aviso amarelo devido à previsão de agitação marítima (até às 18:00), prevendo-se ondas com 4 a 4,5 metros.

A ilha está, ainda, sob aviso amarelo devido à persistência de valores elevados da temperatura máxima. Este aviso de calor vai estar em vigor até às 18:00 de amanhã, terça-feira.

Todo o país está sob aviso amarelo esta semana. A chuva pode ser acompanhada de trovoada quer no continente, quer na Madeira e nas ilhas do grupo oriental nos Açores.