A medida foi anunciada no início de setembro, mês em que muitos clubes começam as suas épocas desportivas. As Fichas de Exame de Avaliação Médico-Desportiva passam a estar disponíveis num endereço eletrónico, com possibilidade de poderem ser preenchidas diretamente.

Os praticantes desportivos têm a opção de preencher diretamente no impresso (disponibilizado em versão pdf) os dados relevantes e posteriormente imprimir, ou então imprimir o impresso e fazer o preenchimento manual”, esclarece o comunicado da Secretaria de Estado da Juventude e Desporto.

Até agora, os clubes pagavam 80 cêntimos por cada ficha de três folhas. E os que ainda têm exemplares comprados poderão usá-los nos próximos exames médico-desportivos.

Na última época, foram disponibilizados mais de 400 mil impressos deste modelo”, salienta a nota governamental, indicando que os clubes terão gasto 320 mil euros em papéis.

Além do alívio nas finanças de muitos pequenos clubes desportivos, a Secretaria de Estado salienta que a medida permite poupar anualmente “cerca de 800 mil folhas de papel, uma vez que o modelo foi otimizado de forma a apenas ser usada uma folha em impressão, frente e verso, face às três folhas da versão tradicional”.

Esta poupança evitará o lançamento para a atmosfera de cerca de 5,4ton de Carbono por época desportiva”, refere o comunicado.