Seis pessoas, que alegadamente constituíam uma rede organizada de tráfico de droga que abastecia a cidade de Évora, foram detidas pela PSP e vão ficar em prisão preventiva, anunciou a Polícia, nesta quinta-feira.

O Comando Distrital de Évora da PSP indicou, em comunicado, que as detenções foram efetuadas no âmbito de um processo, em investigação há cerca de um ano, relativo a tráfico de droga, que começou em Évora e que se alargou a Montemor-o-Novo, Samora Correia e Loures.

Fonte policial adiantou à agência Lusa que foram realizadas nove buscas domiciliárias e cinco buscas não domiciliárias em Montemor-o-Novo, Samora Correia e Loures, tendo sido detidos quatro homens e duas mulheres, com idades entre os 22 e os 54 anos, os quais "constituíam uma rede organizada que abastecia de estupefacientes a cidade de Évora".

Nas buscas, adiantou a PSP, foi apreendida "heroína em estado sólido e com um grau de pureza muito elevado", que daria para cerca de 2.200 doses individuais, além de 10 doses de cocaína, 600 doses de haxixe e 50 doses de canábis e pólen de canábis.

A Polícia precisou que algumas quantidades de droga estavam "acondicionadas em sacos individuais prontas para venda", referindo que foram também apreendidas várias carteiras com pó de um medicamento utilizado para o corte de droga, uma balança de precisão e dois moinhos em metal.

Além da droga e dos objetos alegadamente relacionados com o tráfico, a PSP apreendeu ainda quase 6.800 euros em dinheiro, artigos em ouro com o peso total de cerca de 150 gramas, três automóveis, um dos quais de gama alta, e outros objetos.

Os detidos, todos residentes na cidade de Montemor-o-Novo, foram presentes, na quarta-feira, a primeiro interrogatório judicial, tendo o tribunal decretado a prisão preventiva para os seis suspeitos.

Os quatro homens recolheram ao Estabelecimento Prisional de Beja, enquanto as mulheres ficaram em prisão preventiva na cadeia de Odemira.