O designer dinamarquês Niels Fischer, radicado em Portugal desde a década de 1970, morreu no sábado aos 78 anos no Hospital de São Bernardo, em Setúbal, onde estava internado há cerca de dois meses.

Niels Fischer, que em 2012 foi distinguido pela Câmara Municipal de Setúbal com a Medalha da Cidade, onde passou a residir no verão de 2013, divulgou a obra de Hans Christian Andersen em todo o território português, através de exposições baseadas nos contos do autor dinamarquês, financiadas pelo próprio em colaboração com os serviços culturais de várias câmaras municipais.

Através do Montepio Geral, colaborou com a UNICEF, Ministério da Saúde, Casa Pia, várias associações e Universidade Popular de Setúbal Bento de Jesus Caraça, escreve a Lusa.

Alguns dos seus trabalhos estão expostos em permanência em painéis instalados na placa central da Avenida Luísa Todi, em Setúbal, em frente ao Fórum Municipal.

O corpo de Niels Fischer, viúvo da pintora portuguesa Maria Amélia dos Santos Ribeiro, com a qual casou na Dinamarca, antes de se mudar para Portugal, vai estar em câmara ardente no Museu do Trabalho Michel Giacometti, em Setúbal, das 11:00 às 20:00 de segunda-feira e das 09:00 às 17:00 de terça-feira, dia durante o qual lhe vai ser prestada uma homenagem por parte de várias instituições com que colaborou.