A Câmara Municipal de Vila Franca de Xira deu por concluídos, nesta quarta-feira, os trabalhos de "desconstrução" de dois prédios que estavam em risco de ruir, na encosta de Monte Gordo, uma intervenção que durou seis meses.

Em causa estão dois prédios de sete pisos, de 14 frações cada, construídos no início da década de 1990 e que a partir de 1999 começaram a abalar e a apresentar fissuras.

Um dos prédios (lote 2) estava desocupado há muitos anos, enquanto o outro (lote 1), onde viviam nove famílias, foi desocupado em 2013, por despejo administrativo, através de intervenção policial.

Os trabalhos para a desconstrução dos dois prédios, situados na rua Quinta de Santo Amaro, na cidade de Vila Franca de Xira, distrito de Lisboa, tinham-se iniciado no dia 6 de março e tiveram um custo de cerca de 750 mil euros.

"Tratou-se de uma obra permanentemente controlada e monitorizada, de forma a decorrer da forma mais tranquila e segura possível", explicou a Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, em comunicado.

A nota acrescenta que "foi um processo minucioso, elemento a elemento (portas, janelas, vigas, lages e pilares), piso a piso, sendo faseadamente eliminadas as várias componentes estruturais dos edifícios".

Em setembro do ano passado, a Câmara Municipal de Vila Franca de Xira tinha adquirido os dois imóveis, numa operação orçada em mais de um milhão de euros, tendo cada proprietário recebido 50 mil euros.