O novo MasterChef do Canadá, o lusodescendente David Jorge, disse à agência Lusa que a conquista da final no concurso televisivo representa também "uma vitória de todos os portugueses".
 

"Obrigado a todos os portugueses pelo apoio, sinto-me orgulhoso de ser um MasterChef português. Fiz pelo menos um prato português para justificar o orgulho que tenha em ser luso-canadiano."


David Jorge, de 39 anos, que vive em Surrey, na Colúmbia Britânica, na costa oeste do Canadá, é filho de emigrantes do Pico (Açores) e venceu no domingo a segunda edição do concurso televisivo MasterChef do Canadá inspirando-se na sua mãe, Maria Jorge.
 

"Ela fez um bom trabalho ao criar-me e alimentar-me quando era mais novo, com gastronomia portuguesa, com amor. Vem tudo daí. Agora já comecei a preparar comigo portuguesa à minha maneira. Não é igual à da minha mãe, mas ao meu estilo."


David Jorge também não tem dúvidas que os canadianos "adoram a gastronomia portuguesa" pois é "saudável, com um estilo mediterrânico, tendo por base azeite, o que a torna deliciosa".

O prémio monetário final do valor de 100 mil dólares (73 mil euros) vai permitir que concretize um sonho, o de abrir o seu próprio restaurante, o principal motivo que o levou a participar no concurso. Segundo o lusodescendente, este projeto deverá estar concluído dentro de seis meses a um ano.
 

"Queria ganhar este concurso porque sempre quis estar no ramo dos negócios. Adoro cozinhar, e esta vitória agora dá-me credibilidade para o fazer. Foram sete semanas muito difíceis, mas valeu a pena, a viagem começou agora."


O luso-canadiano também prometeu continuar a trabalhar na empresa de construção civil herdada do seu pai, juntamente com o seu irmão.

O concurso MasterChef foi transmitido pela CTV, a maior rede privada de televisão no Canadá. Na final da segunda edição do programa, transmitida no domingo à noite, David Jorge teve pela frente Line Pelletier, uma militar especialista em informática, e foram desafiados a criar três pratos.