O número de crimes cometidos por jovens aumentou 23,36% de 2013 para 2014. No ano passado, registaram-se 2 393 ocorrências relacionadas com criminalidade cometida por adolescentes entre os 12 e os 16 anos, de acordo com o Relatório Anual de Segurança Interna (RASI), que deve ser entregue esta terça-feira na Assembleia da República e cujos primeiros dados foram apresentados esta segunda-feira.
 
Os números relativos a 2014 apontam para um aumento do número de ocorrências relativamente a 2013: mais 453 casos. Por dia, houve, em média, mais de seis crimes cometidos por jovens entre os 12 e os 16 anos.

Helena Fazenda desvalorizou, na segunda-feira, os dados relativos à delinquência juvenil: «Não me parece que seja um aumento preocupante».
 
Os números contrariam a tendência de descida em 2013 (menos 95 casos relativamente a 2012). Em 2013, tinham sido registadas 1940 participações pela GNR e pela PSP.
 
Os dados do RASI de 2014 relativamente à delinquência juvenil contrariam também a tendência de descida da criminalidade geral evidenciada pela secretária-geral do Sistema de Segurança Interna, Helena Fazenda. De acordo com os dados apresentados na segunda-feira, houve uma redução de 5,4% da criminalidade violenta e grave.
 
A criminalidade geral baixou também no ano passado, em relação ao ano anterior. As autoridades policiais contabilizaram 351 311 crimes em 2014, isto é, menos 6,7% do que em 2013.