Uma mulher de 75 anos foi morta à facada por um euromilionário falido. O homem tinha um quarto alugado em casa da idosa.

Raquel Pereira Ribeiro, 75 anos, foi encontrada morta na banheira de casa, enrolada num tapete e coberta com plantas e vasos. O suspeito, um informático de 40 anos, é o inquilino que vivia num quarto alugado em casa da mulher.

João Gil era, de acordo com o «Correio da Manhã», um milionário falido que há quatro anos ganhou 600 mil euros no Euromilhões.

Divergências em relação ao pagamento da renda estarão na origem do crime. Escreve o jornal que Raquel Ribeiro foi espancada até à morte e atacada com várias facadas em todo o corpo.

A mesma publicação adianta ainda que o suspeito pôs-se em fuga, mas quatro dias depois a secção de homicídios da PJ de Lisboa deteve o homem em Cascais e que, na altura de detenção, ainda tinha vestígios de sangue da mulher na roupa.