Um português foi assassinado em Fortaleza, no Brasil, esta segunda-feira, num quadro de latrocínio (roubo, seguido de homicídio). A informação foi confirmada à TVI pela divisão de homicídios da Polícia Civil de Fortaleza.

De acordo com o delegado responsável pela investigação, o crime aconteceu em plena luz do dia. O alerta aconteceu cerca das 15:00, durante um assalto à loja de que o português era proprietário, em Fortaleza.

A vítima vendia produtos importados. Uma pessoa combinou com ele, através das redes sociais, para ver os produtos e anunciou o assalto. A vítima reagiu e foi alvejada”, relatou.

De acordo com a mesma fonte, “amigos da vítima ainda tentaram intervir, mas quando ouviram o disparo, fugiram” com medo de ser atingidos. Além da vítima e do assaltante, estaria também na loja uma mulher, acompanhante do agressor. Os dois terão conseguido fugir, de acordo com o jornal Diário do Nordeste, num carro preto.

À TVI, o delegado preferiu não confirmar a identidade da vítima, antes de falar com o cônsul português em Fortaleza. Uma reunião que deverá acontecer esta tarde. Contudo, a imprensa local avança que se trata de Nuno Torres, de 39 anos.  

Nuno Torres vivia há cinco anos no Brasil. Residia num duplex por cima da loja do sogro, a mesma onde ocorreu o assalto. Vivia com a mulher, os sogros e o filho de cinco meses.