De acordo com a fonte, o marido da vítima é o principal suspeito do crime, estando a ser procurado pelas autoridades.

“A viatura já foi encontrada, mas o homem continua a monte”

O alerta foi dado às 9:03 pelos vizinhos, que julgavam tratar-se apenas de um incêndio na habitação, na Travessa Senhora da Fonte.

A 19 de agosto a vítima já se teria deslocado à GNR para apresentar queixa contra o marido pelo crime de violência doméstica,  referindo na ocasião que o alegado homicida a ameaçava matar.

O incêndio provocou ainda ferimentos ligeiros num homem, que de acordo com as autoridades, é o pai do suspeito.

Fonte do Centro Distrital de Operações de Socorro do Porto disse à Lusa que o fogo terá deflagrado cerca das 09:05 e foi combatido pelos Voluntários de Paços de Ferreira. No local, continuam seis viaturas dos bombeiros, uma do INEM, bem como equipas da GNR e da PJ.