A morte de um ex-casal de namorados na quarta-feira em Elvasterá resultado de um homicídio seguido de suicídio, por motivos passionais, revelou esta quinta-feira à agência Lusa fonte policial.

De acordo com a mesma fonte, o homicídio da mulher, de 19 anos, terá sido cometido pelo homem, com 45 anos e de nacionalidade brasileira, que depois se terá suicidado, também com golpes provocados por uma arma branca do tipo faca de cozinha.

Em causa deverão estar questões passionais, avançou a fonte.

Os dois corpos, envoltos em sangue, foram encontrados na habitação do homem, numa rua do centro histórico de Elvas, na quarta-feira ao início da noite.

A investigação está a cargo da secção de homicídios da Polícia Judiciária (PJ).

Estudante e a trabalhar num supermercado da cidade, a jovem ter-se-á deslocado a casa do ex-namorado, na Rua das Parreiras às Almas, no centro de Elvas, para recolher haveres, suspeitam as autoridades.

O atual namorado, desde há poucas semanas, que saberia da deslocação, terá estranhado a demora e telefonou à jovem, que não atendeu, o que o terá levado ao local, onde, através da janela da porta, alegadamente viu os dois cadáveres prostrados no chão da sala e alertou a PSP.

Indicando que não foram observados vestígios de violência na casa e que tudo estava intacto, a mesma fonte avançou à Lusa que a jovem, natural e residente em Elvas, terá resistido, mas acabou por ser esfaqueada na zona do abdómen.

Após o alegado crime, o ex-namorado, segundo a fonte, suicidou-se com a mesma faca, com golpes no pescoço e na zona do coração.

O alerta às autoridades foi dado cerca das 19:05 de quarta-feira, tendo os bombeiros ainda transportado as duas pessoas ensanguentadas para o Hospital de Santa Luzia, em Elvas, onde acabou por ser declarado o óbito de ambas.

A faca foi encontrada pelas autoridades perto do corpo do homem, que estava junto ao da jovem, indicou a fonte.

Os dois cadáveres foram transportados para morgue local, onde serão autopsiados.