O homem que, na quinta-feira, baleou a ex-mulher e o filho em Ermesinde foi encontrado morto este sábado na sua cela, por volta das 16:00.

Ao que a TVI apurou, em causa poderá estar ingestão medicamentosa. No entanto, o recluso não pode ter acesso a medicamentos e a situação está a ser averiguada.

O corpo do homem já saiu do estabelecimento prisional em direção ao hospital, onde vai ser autopsiado. 

Cerca das 22:00 de quinta-feira, na Avenida Calouste Gulbenkian, em Ermesinde, no concelho de Valongo, um homem baleou uma mulher com cerca de 40 anos e o filho de ambos, com cinco anos. 

A mulher acabou por falecer já no Hospital de S. João, no Porto, a mesma unidade na qual desde o dia do acidente o filho de ambos estava internado, tendo morrido hoje.

A criança lutou pela vida durante 48 horas, mas não resistiu aos ferimentos e acabou por morrer este sábado.

O suspeito foi detido pelas autoridades sexta-feira cerca das 03:45, na Rua José Maria Batista Valente, em São Mamede Infesta, no concelho de Matosinhos, distrito do Porto, no interior de uma viatura, não tendo oferecido resistência.