O hospital de Viana do Castelo enviou esta quarta-feira uma jovem de Valença para o Instituto de Medicina Legal (IML) para «salvaguardar vestígios de eventuais abusos sexuais» ocorridos na madrugada de hoje, disse à Lusa fonte da GNR.

De acordo com aquela fonte do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo, a jovem foi transportada, hoje de manhã, à Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM), em Viana do Castelo, que a encaminhou para o IML para a realização de testes complementares.

A mesma fonte adiantou que o alerta foi dado às autoridades pela mãe da jovem de 26 anos, por estranhar a ausência da filha.

«Na noite de terça-feira deslocou-se à discoteca com umas amigas. Terá bebido bastante e, face ao seu estado de prostração, terá sido colocada nuns arrumos existentes na parte superior da discoteca», afirmou a fonte, referindo-se a um estabelecimento de diversão noturna situado junto à estação de caminhos-de-ferro de Valença.

Hoje de manhã, a GNR «encontrou a jovem naquele local», e, «por não estar na posse das suas plenas capacidades» foi acionado o transporte hospitalar.

Contactada pela Lusa, fonte da corporação dos Bombeiros Voluntários de Valença adiantou que o transporte foi solicitado cerca das 10:40, sem adiantar mais pormenores.