Um casal foi encontrado morto, esta sexta-feira, em Serra do Porto de Urso, perto da Base Aérea de Monte Real, em Leiria. A GNR suspeita de um crime de homicídio, seguido de suicídio, disse à agência Lusa fonte desta organização militar.

O Comando Distrital de Operações de Socorro de Leiria disse também à Lusa que recebeu o alerta para este incidente às 11:11.

De acordo com o que apurou a TVI no local, o casal, com cerca de 60 anos, estava emigrado na Alemanha e estava em Portugal há cerca de uma semana para passar férias. 

Os vizinhos que ouviram os tiros falam em "casal pacato", sem evidências de problemas conjugais. 

No local, além da GNR, estiveram 11 operacionais dos bombeiros, o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), uma viatura médica de emergência e reanimação e uma ambulância de suporte imediato de vida.

A mesma fonte da GNR disse que a investigação prossegue agora na competência da Polícia Judiciária.

PJ rejeita envolvimento de terceira pessoa

A Polícia Judiciária rejeita a intervenção de uma terceira pessoa na morte do casal. Segundo fonte do Departamento de Investigação Criminal da PJ de Leiria, a morte de um casal emigrante na Alemanha, com cerca de 60 anos, terá sido provocada por um crime de homicídio seguido de suicídio.

“Tendo em conta o quadro encontrado no local pelos inspetores, o homem terá matado a mulher, suicidando-se em seguida. A mulher foi encontrada, junto ao carro, com um tiro no peito e o homem com um tiro na cabeça e com a caçadeira ao lado", revelou a mesma fonte à agência Lusa.