A Polícia Judiciária (PJ) da Guarda anunciou esta segunda-feira a detenção de um homem de 29 anos, já com antecedentes criminais de violência, por suspeita da prática continuada do crime de violência doméstica. Na prática, agredia a própria mãe e extorquia-a.

Fortemente suspeito da prática continuada, desde há aproximadamente sete anos, dos crimes de violência doméstica e de extorsão, cometidos sobre sua mãe, de 58 anos, viúva, consigo residente na localidade do Barracão, no concelho da Guarda", é como a nota informativa da Judiciária retrata o detido.

A PJ adianta que o suspeito se aproveitava do facto de viver com a mãe, para lhe roubar, ao longo de vários anos, bastante dinheiro.

Num contexto da coabitação permanente de ambos, terão levado a vítima à entrega forçada de elevadas quantias de dinheiro", refere a nota da PJ.

O detido foi presente às autoridades judiciárias para primeiro interrogatório, tendo ficado sujeito à obrigação de abandono da residência que partilhava com a mãe. Ficou também com controlo eletrónico para impedir a sua aproximação à casa, bem como a apresentações trissemanais nas autoridades policiais.

O homem possui antecedentes criminais. Segundo a PJ, já foi condenado a uma pena de prisão de três anos e dez meses, entretanto suspensa, pelo crime de ofensas à integridade física sobre um outro familiar.