A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta sexta-feira a detenção de três homens suspeitos de crimes de abuso sexual de menores nas zonas de Cantanhede e Figueira da Foz, distrito de Coimbra.

Dois dos detidos, com 55 e 61 anos, são suspeitos de praticar "de forma reiterada, vários crimes de abuso sexual de crianças" de que foi vítima uma rapariga de 12 anos, residente na zona de Cantanhede.

Fonte da Diretoria do Centro da PJ disse à agência Lusa que, apesar de a vítima ser a mesma, os dois homens "não têm relação um com o outro": um é vizinho e o outro tio da menor e os abusos, que ocorreriam há quase um ano, desde o verão do ano passado, em casa dos suspeitos, foram denunciados às autoridades pela mãe da rapariga - que reside com os pais.

Já na zona da Figueira da Foz foi detido um homem de 61 anos, avô de uma menina de cinco anos, suspeito de abusar sexualmente da neta, desde finais de 2014.

Os abusos foram detetados no infantário que a criança frequenta, tendo o caso sido denunciado à PJ, que deteve o homem no passado dia 29 de abril.

Presentes a tribunal, os três detidos ficaram proibidos de contactar com as respetivas vítimas e obrigados a apresentações periódicas às autoridades.

A fonte da PJ admitiu que têm existido "bastantes detenções" por crimes de abuso sexual nos últimos tempos, não conseguindo precisar, no entanto, se o número destes crimes têm vindo a aumentar.

"O que aumentaram foram as investigações, há mais investigações a nível policial por este tipo de crime", frisou.