Foi detido um homem de 54 anos, gestor de transportes, suspeito da prática do crime de pornografia de menores. Já tinha sido detido no ano passado e ficou impedido de aceder à Internet, mas continuou a ter em sua posse e a partilhar imagens de cariz pornográfico envolvendo crianças.

Em comunicado, a PJ esclarece que desde o ano de 2014 o suspeito visualizava e descarregava de sítios da Internet filmes de cariz pornográfico com menores, que depois divulgava e partilhava com outros internautas.

A investigação iniciou-se em 2016, na sequência da qual foi o suspeito detido em abril daquele ano e a quem foi apreendido equipamento informático contendo milhares de ficheiros de fotografias e vídeos de pornografia infantil”.

Não obstante as medidas de coação que então lhe foram aplicadas, nomeadamente, de proibição de utilização da Internet, “continuou a partilhar e a arquivar material pornográfico com menores”.

No decurso de buscas realizadas quinta-feira, foi apreendido novo equipamento informático “com milhares de vídeos e fotografias, retratando abusos sexuais de menores, muitos deles de tenra idade”.

O detido será presente à autoridade judiciária competente para interrogatório e aplicação das adequadas medidas de coação.