Não falar com estranhos e saber o nome e o contacto dos pais são alguns conselhos que constam de um manual de segurança que pretende ensinar de “forma muito simples” as crianças a protegerem-se de situações de crime.




O tenente-coronel Rogério Copeto, da GNR, acrescentou que “é um manual muito simples, muito prático, muito dinâmico em que as crianças podem fazer desenhos e recorrer a algumas atividades no sentido de que todos os ensinamentos e regras básicas cheguem mais facilmente às crianças”.
















“Muitas vezes sabemos que as crianças ausentam-se por vontade própria ou porque fogem de casa ou porque se zangaram com os pais e vão para casa de amigos, mas o facto de estarem ausentes num paradeiro desconhecido é um risco acrescido e por isso a necessidade de serem localizadas rapidamente”, sustentou, por seu turno, Rogério Copeto.