O tribunal de Vieira do Minho decretou este sábado o Termo de Identidade e Residência, como medida de coação, do dono da arma com que uma criança atingiu um menino de 10 anos, sexta-feira, em Braga.

O homem, tio do menino baleado, foi ouvido esta manhã no Tribunal de Vieira do Minho, depois de ter sido detido na sexta-feira, ao início da noite, por posse ilegal de arma de fogo, crime pelo qual está indiciado, confirmou à agência Lusa fonte naquele tribunal.

A criança atingida continua internada "com prognóstico muito reservado", nos cuidados intensivos no Hospital de S. João, no Porto.