Os autarcas que constituem a Plataforma da A25 reiteraram hoje que a ligação ferroviária no eixo da A25, entre Aveiro, Viseu, Guarda e Vilar Formoso, com ligação a Salamanca, é «uma prioridade absoluta».

Para os presidentes das câmaras de Aveiro, Guarda e Viseu, a linha ferroviária Aveiro/Salamanca «é fundamental porque é a que verdadeiramente potenciará o pulmão exportador nacional formado pelo centro-norte e o principal canal terrestre de expedição das mercadorias para a Europa, ligando quatro portos: Leixões, Aveiro, Viana do Castelo e Figueira da Foz».

Os autarcas Ribau Esteves, Álvaro Amaro e Almeida Henriques reuniram-se esta terça-feira na Guarda, tendo por tema as «infraestruturas de valor acrescentado», num encontro que contou com a presença do secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro.

A reunião serviu para insistir na prioridade da ferrovia Aveiro/Salamanca, que está na base da proposta conjunta apresentada ao Governo, em março passado, pelos empresários e autarcas das regiões Centro e Norte.

«É preciso que o Governo tome a boa decisão nos investimentos em transportes e logística, ao lado da coesão e da competitividade do país», alegam os autarcas.

Sublinham ainda que as regiões representam 56% das exportações nacionais e têm um superavit comercial de 7.000 milhões de euros.

«No eixo da A25 exportam-se 90% das mercadorias para a Europa», acrescentam.

O encontro teve ainda como oradores convidados o presidente da Confederação Empresarial do Centro, José Couto, e o especialista em transportes e presidente da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento dos Sistemas Integrados de Transportes, Mário Lopes.

Mário Lopes apontou como críticos os estrangulamentos sentidos nas linhas ferroviárias do Norte e da Beira Alta e definiu como imprescindível a ligação Aveiro/Salamanca para o incremento sustentado das exportações nacionais.

À margem da conferência, reuniram-se os vereadores da Cultura e do Turismo da Plataforma da A25, que assumiram dois compromissos para os três municípios: avançar com uma cooperação entre os três teatros municipais e organizar um evento conjunto de música tradicional portuguesa.

Para a próxima quinta-feira está agendado novo encontro entre autarquias e associações empresariais das regiões, de forma a reavaliar o dossiê da linha ferroviária Aveiro/Salamanca - infraestruturas de valor acrescentado. A reunião terá lugar em Santa Maria da Feira.