Mais de 100 pessoas da zona da Covilhã estão concentradas, este domingo à tarde, junto à prisão de Évora, numa manifestação de solidariedade para com o ex-primeiro ministro, que ali se encontra detido preventivamente.

«Presos políticos nunca mais» e «Sócrates amigo, o povo está contigo» são duas das frases entoadas pelos apoiantes, concentrados junto ao portão da cadeia, onde José Sócrates está em prisão preventiva há dois meses, desde a madrugada de 25 de novembro de 2014.

À comitiva que se deslocou, em dois autocarros, da Covilhã, a 250 quilómetros de Évora, juntaram-se pessoas de outros pontos do país, como do Algarve, Lisboa e do Alentejo.

Com muitas pessoas com cravos e rosas, que depositaram no muro da prisão, junto às letras que compõem a palavra «Évora», os participantes na ação solidária entoaram a canção «Grândola, Vila Morena».

A iniciativa foi organizada por um empresário da Covilhã, José António Pinho, «amigo de longa data» de José Sócrates, que apresentou a ação como «uma onda de solidariedade, absolutamente apartidária, pacífica e respeitadora», como reporta a Lusa.

José Sócrates cresceu e iniciou o percurso profissional e político na cidade da Covilhã, da qual recebeu a Chave da Cidade e a Medalha de Ouro de Mérito Municipal no dia 20 de outubro de 2014.

José Sócrates foi detido a 21 de novembro, no aeroporto de Lisboa, depois de uma viagem desde Paris, e está em prisão preventiva, na cadeia de Évora, desde a madrugada de 25 de novembro de 2014.

O ex-chefe do Governo socialista está indiciado de branqueamento de capitais, fraude fiscal qualificada e corrupção.