A Capitania do Porto de Lisboa levantou às 10:00 a interdição de acesso ao paredão da frente urbana da Costa da Caparica, entre as praias de São João e a Praia Nova, disse à Lusa fonte do organismo.

Segundo disse à agência Lusa o comandante Cruz Gomes, adjunto do capitão do Porto de Lisboa, na preia-mar, registada às 08:00 desta quarta-feira, «houve apenas alguns salpicos no paredão», dado que as condições de mar têm vindo a melhorar, pelo que já não se justifica a interdição decretada na segunda-feira ao final da tarde.

Cruz Gomes lembrou, ainda, que as previsões apontam para uma evolução favorável do estado do mar, com uma diminuição significativa da ondulação que se verificou nos últimos dias na ordem dos sete/oito metros.

A circulação de pessoas foi proibida no paredão da frente urbana da Costa da Caparica, em Almada, devido à agitação marítima. De acordo com a mesma fonte, os restaurantes e bares daquela zona foram encerrados, por precaução.

Os cordões dunares das praias de São João e Fonte da Telha, na Costa de Caparica, Almada, foram também afetados pelo mau tempo de segunda-feira.

Na Cova do Vapor, a forte ondulação que se verificou ao final da tarde de segunda-feira arrastou alguns detritos para a estrada ribeirinha e danificou três ou quatro pequenas embarcações que não foram retiradas da água a tempo.

Segundo pescadores da localidade, nunca se viu uma ondulação tão forte naquela zona e as consequências só não foram mais graves graças ao novo esporão, construído o ano passado.