A Capitania do Porto de Lisboa está a investigar a origem de milhares de peixes mortos encontrados hoje na praia da Bela Vista, na Costa da Caparica (Almada), mas assegura que não se trata de um caso de poluição.

«Este caso não tem nada a ver com nenhum foco de poluição nem com os problemas que ocorreram nos últimos dias com algumas pessoas [que se queixaram de comichão e ardores na pele] nas praias da linha do Estoril e da Costa da Caparica», disse à Lusa o comandante Cruz Gomes, adjunto do capitão do Porto de Lisboa.

«Tenho a informação de que se trata de cavala e que tudo indica tratar-se de peixe lançado ao mar por uma embarcação de arte xávega, um tipo de pesca de arrasto que ainda é praticada em diversas zonas costeiras», acrescentou.

De acordo com o responsável da Capitania do Porto de Lisboa, a Polícia Marítima já está a investigar a proveniência dos peixes mortos encontrados na praia da Bela Vista.

Cruz Gomes referiu que este tipo de situações é cada vez menos frequente, mas por vezes alguns pescadores ainda lançam o peixe ao mar, ou porque o pescado não tem valor comercial em lota ou porque não tem as dimensões mínimas.

O responsável remeteu para mais tarde eventuais esclarecimentos adicionais sobre este caso.