Uma ex-inspetora da Segurança Social, acusada de corrupção, foi condenada a três anos de prisão, com pena suspensa, revelou a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL).

De acordo com a PGDL, ficou provado que a ex-inspetora da Segurança Social, no exercício das suas funções, «abordou responsáveis de um grupo económico, propondo-lhes o retardamento de processos de averiguações relativos às empresas respetivas», a troco de 5.000 euros anuais.

A responsável, que foi detida «depois de ter recebido um envelope com dinheiro», foi condenada a uma pena suspensa de três anos de prisão, de acordo com o acordão proferido na quinta-feira passada e agora publicitado na página da PGDL na Internet.

Ainda antes da condenação e no âmbito de um processo disciplinar, a arguida foi despedida da Função Pública, na qual trabalhava há mais de 30 anos.