O corpo de um homem com 57 anos foi encontrado dentro de um saco, numa pensão no Porto. O cadáver deste homem, um imigrante brasileiro, permaneceu no local durante seis meses, sem que ninguém tivesse dado por nada.

Foi ao início da noite de quarta-feira que um hóspede da Pensão Serrano, mesmo ao lado da estação de São Bento, encontrou o saco plástico com o corpo já em estado avançado de decomposição.

Há precisamente seis meses, um imigrante brasileiro, ali hospedado, tinha desaparecido.

No local, estiveram os bombeiros sapadores do Porto, a PSP e a polícia judiciária.