A Unidade Fiscal da GNR apreendeu desde 2013 mais de 60 mil peças contrafeitas, de vestuário e calçado a material informático, informou hoje a corporação em comunicado.

No Dia Mundial Anti Contrafação, que hoje se assinala, diz a GNR que o valor presumível das apreensões desde 2013 até agora é de 1,2 milhões de euros.

A GNR vem desenvolvendo um «papel importante» na luta contra esse «flagelo da economia», designadamente através da «intensa fiscalização de viaturas de transporte de mercadorias suscetíveis de transportar produtos contrafeitos, essencialmente na Zona Norte de Portugal», diz o comunicado.

E foi na zona norte que na quarta-feira a GNR fez uma operação de fiscalização de bens em circulação, inspecionando centenas de viaturas de mercadorias que circulavam de e para Espanha.

Numa ação que incluiu equipas da Unidade de Ação Fiscal e da Unidade Nacional de Trânsito, do Porto, foi intercetada uma viatura com matrícula espanhola na qual foram apreendidos 2.400 litros de álcool, do tipo habitualmente usado como matéria-prima na produção de bebidas alcoólicas. O condutor não tinha os documentos legais necessários.

O Dia Mundial Anti-Contrafação pretende sensibilizar a população para a importância da Propriedade Intelectual e alertar para as consequências da contrafação e pirataria.