A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) anunciou, este sábado, ter realizado a maior apreensão de sempre em dinheiro, 140 mil euros, numa operação que decorreu sexta-feira na zona de Vila do Conde, distrito do Porto.

De acordo com a inspetora diretora da Unidade Regional do Norte da ASAE, Margarida Braz, o valor da apreensão total da operação, denominada «Mala Dourada», rondou os 400 mil euros, incluindo material, dinheiro e um veículo de alta cilindrada.

Esta operação, no âmbito da qual foram constituídos dois arguidos, proprietários de dois armazéns, foi concretizada após quatro meses de investigação e envolveu, ao longo de todo o dia de sexta-feira, 20 inspetores e 10 viaturas.

Entre o material apreendido constam malas e carteiras de diversas marcas de luxo, etiquetas, cintos e chapas com o nome das marcas, entre outra mercadoria.

Margarida Braz explicou à agência Lusa que a ação surge «no âmbito do combate à contrafação, com particular enfoque na área da produção e da distribuição».

«A estratégia da ASAE está mais direcionada para a fonte da contrafação seja na produção, seja na distribuição», sublinhou a inspetora, realçando a «elevada qualidade» das cópias.