Adultos têm em média uma gripe a cada cinco anos. Este é o resultado de um estudo realizado na China, que teve como objetivo contabilizar a quantidade de vezes que as pessoas sofrem de graves infeções gripais ao longo da vida.

Os investigadores testaram amostras de sangue de 151 voluntários com idades entre os 7 e os 81 anos, para melhor entenderem quem tem o maior risco de infeção e com que intensidade se manifesta ao longo da vida, bem como estudar a propagação da doença entre a comunidade.

«A frequência exata da infeção varia consoante os níveis de gripe e consoante a vacinação», afirma o autor sénior do estudo, Steven Riley.


O estudo publicado na revista «PLoS Biology», teve em conta os nove principais tipos de gripe que mais afetaram as pessoas entre 1968 e 2009. Os resultados mostram que as crianças têm em média uma gripe todos os anos, mas com o passar da idade vai se tornando cada vez menos frequente. A partir dos 30 anos as gripes tendem a ocorrer apenas duas vezes a cada década, ou seja, sensivelmente uma vez a cada cinco anos.

«A gripe nos adultos é menos comum do que algumas pessoas pensam. Na infância e na adolescência é mais comum provavelmente porque as crianças estão em contacto com muitas pessoas com mais frequência», explica Steven Riley.


Contudo, os investigadores afirmam que apesar de ser bastante provável, as conclusões podem não se aplicar a outras populações e portanto os cientistas vão realizar um estudo semelhante no Reino Unido para testar se os resultados se podem aplicar ao povo britânico.

Ron Eccles, do centro de constipações comuns, da Universidade de Cardiff, considera este estudo «muito interessante», principalmente porque as pessoas tendem a confundir as gripes com as constipações, referindo ainda que as infeções muitas vezes são «silenciosas» e portanto são apenas percetíveis nas análises ao sangue.

Ambas as efemérides são causadas por um vírus e ambas provocam febre, dores de garganta, tosse e espirros, sendo que a probabilidade de transmissão a terceiros é bastante elevada. 

Os sintomas da constipação tendem a manifestar-se gradualmente e são mais leve, afetando principalmente o nariz e a garganta, enquanto que a gripe é uma doença mais grave que pode levar o individuo a ficar de cama devido às dores ao pingo constante no nariz entupido.

Apesar de ser mais grave que a constipação, a gripe cura-se rapidamente nos adultos saudáveis. As complicações surgem principalmente nos idosos e nas pessoas com problemas crónicos como a asma. O vírus encontra-se em constante mutação e para proteção de todos, o sistema nacional de saúde recomenda a administração da vacina anualmente.