“Este é um processo longo e que foi objeto de muitas negociações do Governo. O Governo deu-nos pela porta e agora tira-nos pela janela”, condenou.


“Vamos apresentar uma providência cautelar para suspender este despacho”, anunciou.













Metro do Porto “subscreve preocupações”



“A Metro do Porto, representante das entidades adjudicantes Metro do Porto e STCP no processo de subconcessão dos respetivos sistemas de transporte, congratula-se e subscreve as preocupações quanto à legalidade processual hoje manifestadas pelo Conselho Metropolitano do Porto, nomeadamente no que respeita à atempada submissão dos contratos de subconcessão a Visto Prévio do Tribunal de Contas”, pode ler-se numa declaração da empresa enviada à Lusa.